A economia visível e invisível das lâmpadas LED

Criado por Nick Holonyak, um físico da GE em 1962, o LED inicialmente só emitia luz vermelha, nada dessa diversidade multi-colorida que ilumina casas e cidades atualmente.

Hoje, o LED é altamente eficiente, pois converte mais de 80% da energia em luz. Por essa razão o LED é hoje uma excelente opção para a troca da maioria das lâmpadas existentes. Entretanto, o LED tem um custo alto e por isso antes de qualquer troca é necessário fazer uma análise de viabilidade econômica, para selecionar onde se terá um retorno (“pay back”) mais rápido.

A economia com o uso de LEDs pode ser de até 95% da potência e por esse motivo quanto mais horas a lâmpada ficar ligada, mais rápido será o retorno do investimento.

Em todas as instalações da FRUTTAR, as lâmpadas fluorescentes de mercúrio foram substituídas por lâmpadas LED de baixo consumo. É a FRUTTAR mais sustentável para você e o planeta.

Do consumo de energia das lâmpadas;

  • 01 Lâmpada incandescente 60 W pode ser substituída por 01 lâmpada a LED de 4,5 W com economia de 55,5 W/hora.
  • 01 Lâmpada fluorescente tubular de 40 W pode ser substituída por 01 luminária LED de 12 W com economia de 28 W/hora.
  • 01 Lâmpada dicroica 50 W pode ser substituída por 01 luminária LED de 3 W com economia de 47 W/hora.

Do consumo de ar condicionado e refrigerador;

A energia consumida pelo LED é revertida em iluminação e não em calor. Portanto há um baixo aquecimento do local onde está instalado. A cada 3,5 W de energia reduzida se obtém uma economia de 1 W no consumo do ar condicionado e/ou refrigeração.

Das despesas com manutenção e da compra das lâmpadas para reposição

A lâmpada a  LED tem vida útil muito superior as demais lâmpadas, além de ser resistente a impactos, (não quebra). Dessa forma, reduz-se drasticamente as trocas periódicas de lâmpadas.

Exemplo:

LED (7ª geração) tem mais de 70.000 horas de vida útil, enquanto que:

  • Incandescente tem 1.000 horas de vida útil
  • Fluorescente Compacta tem 10.000 horas de vida útil
  • Fluorescente Tubular tem 7.000 horas de vida útil
  • Dicróica tem 3.000 horas de vida útil

Das despesas com descarte

Como o LED não é feito com substâncias pesadas não há necessidade de um descarte especial. Isso reduz o custo atual de descarte em relação as lâmpadas fluorescentes ou outras que tem descarte específico e de custo alto.

Fonte: Brainstorm9 , Solelux